Reconhecimento

Mara Gabrilli é agraciada com medalha Sérgio Vieira de Mello

mara gabrilli

“Fico honrada e lisonjeada ao receber essa homenagem”, disse a deputada no Itamaraty.

A deputada Mara Gabrilli (SP) foi condecorada, nessa terça-feira (22/8), com a medalha Sérgio Vieira de Mello, homenagem entregue pelo Ministério das Relações Exteriores a pessoas que dedicam suas vidas a pessoas com necessidades.

A parlamentar recebeu das mãos de Aloysio Nunes, Ministro das Relações Exteriores, uma medalha e um diploma, no qual é reconhecida pelos relevantes serviços prestados na área do direito internacional humanitário, da assistência humanitária e da promoção da paz e dos direitos humanos.

“Fico honrada e lisonjeada ao receber essa homenagem. Esse reconhecimento mostra que o trabalho que fazemos está no caminho certo. Tenho minhas energias renovadas para seguir em frente, ainda mais ao receber esse prêmio que leva o nome de um brasileiro com uma linda e importante jornada na área dos direitos humanos”.

Brasileiro nascido no Rio de Janeiro, Sérgio Vieira de Mello trabalhou na Organização das Nações Unidas por 34 anos, dedicando-se à luta pelos Direitos Humanos. Percorreu o mundo trabalhando pela ONU e pela paz, alcançando grandes feitos que o levaram ao cargo de Alto Comissário, em 2002, sendo o primeiro brasileiro a alcançar um alto escalão na ONU.

Considerado um possível candidato à Secretaria-Geral da ONU, o diplomata brasileiro foi morto no dia 19 de agosto de 2003, em Bagdá, capital iraquiana, ao lado de mais 22 pessoas, durante um ataque com caminhão-bomba no Hotel Canal, que servia como sede da ONU na cidade há mais de 10 anos.

Além de Mara Gabrilli, outras sete pessoas e instituições brasileiras foram condecoradas com a medalha: embaixador Gilberto Vergne Saboia, membro da Comissão de Direito Internacional (CDI); Cândido Feliciano da Ponte Neto, diretor executivo da Cáritas/RJ; Terezinha Kunen, criadora da Pastoral da Criança nas Filipinas; José Gregori, ex-ministro da Justiça e ex-secretário Nacional dos Direitos Humanos; Tarciso Dal Maso Jardim, consultor legislativo do Senado; capitão Ricardo Phillipe Couto de Araújo; Agência Brasileira de Cooperação e, postumamente, o general José Luiz Jaborandy Junior, que morreu no exercício do cargo de Comandante da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti em 2015.

(Da assessoria da deputada/foto: divulgação/MRE)

Be Sociable, Share!

23 agosto, 2017 Últimas notícias Sem commentários »

Deixe o seu comentário

Please copy the string mT6mPn to the field below:

BigMagazine theme is brought to you by Quasargaming.com online slot games such as Book of Ra Online, Sizzling Hot Deluxe and Novoline Spiele.